segunda-feira, 27 de maio de 2013

V Conferência das Cidades


Quero parabenizar aos 25 delegados que ficaram até o fim das votações da V Conferência das cidades, realizada nos dias 23 e 24 deste mês, no centro comunitário Ederval Fernandes Falcão, localizado no bairro Baraúnas. Todavia, vale ressaltar que muitos dos delegados não aguardaram o momento mais importante do evento, as votações. È nesse momento que as representações avaliam, aprovam ou não aprovam as propostas construidas ao longo da conferência. Desta forma, um número bem reduzido de delegados acabam apontando os rumos que a cidade deve tomar.


quarta-feira, 15 de maio de 2013

Feira participa do Projeto Reciclar é Show



Através da parceria entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais e a empresa Evoluir Cultural teve inicio hoje ( 15/05) nas escolas Elizabeth Johnson e Celida Soares, no município de Feira de Santana a primeira etapa do projeto Reciclar é Show com a realização de Pocket Show (apresentação musical para pais, alunos e professores). Em todo o Brasil dez cidades foram escolhidas para participar do projeto, sendo que na Bahia, Feira de Santana e Salvador são as únicas que integram a iniciativa. No caso de Feira de Santana participam do projeto as escolas municipais Antonio Eloi da Costa, Antonio Alves Lopes, Ana Brandoa, Celida Soares, Chico Mendes, Cicero Carvalho, Comendador Jonathas Teles de Carvalho, Elizabeth Johnson, José Tavares Carneiro e Maria Antonia Costa. Segundo Horacio Amorim, chefe de Educação Ambiental da SEMMAM, um dos critérios de escolha das escolas foi a participação das mesmas no programa de Educação Ambiental que é desenvolvido pelo município.
O projeto tem como objetivo colocar as crianças na condição de protagonistas do processo de educação e através da musica desenvolver habilidades motoras, criatividade, sensibilidade e integração, e da Educação Ambiental a compreensão de que muita coisa que é jogada no lixo pode ter múltiplos usos, contribuindo assim para a conservação do meio ambiente e melhoria da qualidade de vida da população.  
Cada escola terá o apoio de um representante apelidado de ‘oficineiro’ - profissional especializado em educação e artes, responsáveis por incentivar os alunos de sua instituição e treinados pelo Fernando Sardo. Eles terão como missão fundamental fazer com que as crianças participantes estejam presentes nas oficinas de música organizadas em cada uma das escolas. Desta forma, durante os workshops, todas elas aprenderão a produzir instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis, manusear e confeccionar simples instrumentos musicais, além de aprender noções básicas de regência, arranjo e leitura musical. Após as oficinas, cada grupo gravará um videoclipe mostrando as ‘suas habilidades ao som do hino do projeto. 
Ao final das oficinas, no mês de agosto, uma comissão formada pelos envolvidos no projeto nacional escolherá os cinco melhores vídeos e cada uma das escolas vencedoras receberá R$15 mil para serem usados na criação de uma sala de música nas instituições. Na sequência  as ganhadoras irão para votação pública no portal do Esquadrão Verde (www.esquadraoverdetang.com.br), e cada uma contará com o apoio da população regional para conquistar votos.

A equipe que ficar em 1° lugar terá ainda a oportunidade de participar do evento de encerramento em outubro: um show no Auditório do Ibirapuera conduzido por João Carlos Martins, para um público de centenas de pessoas. Além disso, todo o grupo participará de um projeto do maestro que levará aulas de formação musical para crianças na escola campeã, cinco dias por semana, durante um ano. A segunda instituição mais votada receberá o projeto do luthier Fernando Sardo, que ensinará como as crianças podem transformar materiais reciclados em instrumentos musicais. 
      No meu entendimento o projeto proporcionará condições para que os estudantes despertem o desejo pela musica e compreendam que muitos materiais que são jogados no lixo podem ter outros usos, contribuindo para a conservação do meio ambiente e melhoria da qualidade de vida da população, destaca Horacio Amorim.