quinta-feira, 21 de junho de 2012

Rio + 20: a possibilidade de um pacto global

Certamente as diversas catástrofes ambientais ocorridas nos últimos anos podem ser atribuídas ao modo como os recursos naturais vêm sendo explorados. Assim sendo é imperativo que os líderes mundiais sejam capazes de assumir posturas bem definidas em relação aos aspectos ambientais, econômicos e sociais. A RIO + 20 é a grande oportunidade para a construção de um pacto global, visando reduzir impactos, recuperação de áreas e criação de meios que possibilitem a formação de uma nova consciência ambiental. Todavia, no dia de hoje (21/06) surgiu uma grande desconfiança em relação à própria seriedade da conferência, o Secretário Geral da ONU, Banki-Moon, que ontem  havia dito que o documento final da RIO + 20 não era ambicioso, hoje, contradisse suas palavras ao afirmar que o relatório é ambicioso e vai conduzir o mundo à direção do Desenvolvimento Sustentável.
Enquanto isso, a sociedade civil aproveita a conferencia para protestar contra os rumos que estão sendo tomados na Rio + 20, bem como, contra a ineficiência do governo brasileiro em relação ao desmatamento na Amazônia. Além de passeatas pelo centro do Rio de Janeiro, os manifestantes gritaram palavras de ordem (sentados ao chão) a poucos metros do local onde os líderes mundiais discursavam. Um dos momentos que mais chamou à atenção foi quando uma menina de 11 anos (canadense) rasgou um papel simbolizando o texto final da Rio + 20.
Espera-se que chefes de estado e ambientalistas tenham maturidade suficiente para entender que não é necessário destruir a natureza pra crescer economicamente e nem que para conservá-la seja preciso parar de produzir, a palavra chave, tanto na conferência, como no trato com o meio ambiente é equilíbrio, sendo possível harmonizar desenvolvimento econômico, conservação do Meio Ambiente e garantia dos direitos sociais. Deve se esperar também, que a sociedade se mantenha mobilizada mesmo depois da conferência, como forma de cumprir seu papel e exigir dos poderes públicos o cumprimento de suas competências.


sábado, 9 de junho de 2012

Escola Célida Soares foi às Ruas em Defesa do Meio Ambiente



Em razão do dia Mundial do Meio Ambiente (05/06), ocorreram vários eventos durante a semana, que marcaram a luta em prol da conservação dos recursos naturais no município de Feira de Santana. Um desses momentos ocorreu no bairro Rua Nova, quando a Escola Municipal Célida Soares promoveu no dia (05) uma caminhada com cartazes e faixas solicitando a preservação do Meio Ambiente, no dia seguinte (06) a escola realizou uma exposição feita com materiais recicláveis.
É importante ressaltar a importância da Escola Célida Soares, enquanto unidade de ensino preocupada em desenvolver ações voltadas para a formação de sujeitos conscientes do seu papel, na construção de uma cidade ecologicamente sustentável. 





terça-feira, 5 de junho de 2012

SEMMAM Promove Reflexão sobre o Meio Ambiente



Mais uma vez a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais promoveu discussões sobre questões ambientais existentes no município, tendo como tema de abordagem: Tecnologias em Resíduos. O evento aconteceu nesta terça-feira (05 de Junho) no Parque do Saber, com a participação do prefeito, secretários municipais e de representantes da comunidade feirense. Enquanto isso, na Câmara Municipal de vereadores, os edis Frei Cal e Marialvo Barreto afirmavam que Feira de Santana não tem motivos para comemorar a passagem do dia Mundial do Meio Ambiente. Pessoalmente acredito que o 05 de Junho, não é um dia de comemorações, mas de reflexões, no qual, devemos pensar em ações que nos possibilitem atuar na defesa do Meio Ambiente, inclusive nos questionando quanto ao nosso papel e  cobrando das autoridades posturas compatíveis com o discurso relacionado com a conservação dos nossos recursos naturais. Essas questões devem estar associadas ao artigo 225 da constituição, que diz: “Todos tem direito ao Meio Ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à qualidade de vida da população, cabendo ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações".
São muitos os graves problemas ambientais existentes em nosso município e muitos deles se alastram por um longo período do processo histórico (na minha memória de infância restaram as lembranças das nascentes e tanques que deram lugar para conjuntos de casas sem esgotamento sanitário no bairro Baraúnas). Portanto senhores, não se pode conceber que uma cidade com tais entraves ambientais dependa tão somente do órgão ambiental municipal, sendo assim, acredito que a comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, que demonstra preocupação com a conservação dos nossos recursos naturais, deve iniciar imediatamente uma luta para a instalação das estruturas que faltam ao combate aos crimes ambientais notadamente identificados em nossa cidade, assim como: a instalação de um  destacamento da Companhia de Polícia Ambiental da Bahia (COPPA), bem como de um escritório do IBAMA, seguramente estes órgãos, atuando em conjunto com a SEMMAM, possibilitarão uma melhor vigilância do Meio Ambiente no Município de Feira de Santana. 









domingo, 3 de junho de 2012

Bar Fluminense promove a 8ª Lavagem do Sobradinho


Aconteceu hoje (03/05) mais uma edição da Lavagem do Bairro Sobradinho, o evento percorreu algumas ruas do bairro, puxada ao som de uma banda musical oriunda da Baraúna, que se apresentou em cima de um mini trio e arrastou diversos foliões até o Bar Fluminense, local onde foi instalado um palco fixo e diversas barracas. A Lavagem foi organizada por Missinho proprietário do bar e contou com a forte colaboração de Jurandir e outros abnegados defensores da cultura local.






SESC e EMBASA Realizam pedalada Ecologica



O planeta terra tem sofrido fortes impactos ambientais decorrentes, principalmente, da emissão de gases provocados por combustíveis fósseis, assim sendo, ambientalistas de todo o mundo vem desenvolvendo ações que objetivam despertar as sociedades para a importância de se conservar os recursos naturais. No Brasil, recentemente a presidenta Dilma Rousseff, assinou decreto instituindo o dia (03/06) Nacional da Educação Ambiental, enquanto isso, no dia 05 de Junho é comemorado mundialmente, o dia do Meio Ambiente. Diante disso, em Feira de Santana, as comemorações alusivas às datas em questão tiveram início neste Domingo (03) com a realização de passeios ciclísticos com temas ambientais.
A 3ª Pedalada Ecológica realizada pela EMBASA em parceria com o Serviço Social do Comércio- SESC teve início às 09 horas, saindo da Unidade da Embasa, localizada na Rua Desembargador Felinto Bastos, com destino ao Viaduto da Getúlio Vargas com a Avenida do Contorno. O percurso foi embalado com músicas relacionadas com o Meio Ambiente, além disso, na saída e durante o trajeto os organizadores fizeram alerta sobre como fazer para reduzir os impactos ao Meio Ambiente.








1º ECO PASSÉIO CICLÍSTICO




Enquanto isso, agência de Recursos Humanos Union Holdings, realizou o 1º Eco Passeio Ciclístico, saindo da praça de alimentação, na Avenida Getúlio Vargas, o evento teve como destino o Parque da Cidade Frei José Monteiro Sobrinho. Durante o percurso os organizadores emitiram mensagens visando sensibilizar a população feirense sobre a necessidade de uma consciência ecológica e cultural. Este evento contou com as presenças da SMTT, Polícia Militar e Ambulância, além de um mini trio que embalou os participantes.




sábado, 2 de junho de 2012

3ª Pedalada Ecológica acontece nesse domingo

Pela Assessoria de Comunicação da Embasa



Pedalada em prol do meio ambiente. É com esse pensamento que a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), juntamente com o Serviço Social do Comércio (Sesc-Bahia) promovem no próximo domingo, 3 de junho, a 3ª Pedalada Ecológica. O evento marca as comemorações pelo Dia do Meio Ambiente, comemorado mundialmente em 5 de junho.

Pedalar foi a atividade escolhida para chamar a atenção da comunidade para a importância da preservação do meio ambiente, já que a bicicleta é um meio de locomoção não poluente e propicia uma intimidade maior da pessoa com o seu entorno. O objetivo é trazer a reflexão sobre o estilo de vida nas cidades e a possibilidade de se diminuir o uso do automóvel no dia-a-dia e, por consequência, a poluição.

O grupo vai sair da Loja de Atendimento da Embasa, situada à Rua Desembargador Filinto Bastos (antiga Rua de Aurora), às 8 horas. O percurso passa por toda a extensão da Avenida Getúlio Vargas e retorna ao local de partida, onde haverá sorteio de brindes. Quem quiser participar, pode se inscrever no local de saída, no dia do evento.

Atividade é promovida pela Embasa e Sesc, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente


Assessoria de Comunicação da Embasa
Feira de Santana: (75) 3602 3799 / 9208 4746