segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Parcerias fortalecem Educação Ambiental em Feira de Santana

Em dupla jornada, o Departamento de Planejamento e Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais-SEMMAM, participou neste Domingo (26/02) de ações educativas no Parque da Cidade Frei José Monteiro Sobrinho em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura, e no Projeto SESC Verão, promovido pelo Serviço Social do Comércio, localizado no bairro Tomba em Feira de Santana.
No espaço do Parque da Cidade, a equipe de educadores ambientais realizou oficina com a confecção de brinquedos utilizando materiais recicláveis, além de promover o espetáculo teatral A Floresta de Mariquita, encenada pela companhia Nós Por Exemplo, enquanto isso, outra parte da equipe esteve no SESC promovendo oficina e exposição de baners com mensagens alusivas à proteção dos recursos naturais. Os trabalhos de Educação Ambiental foram coordenados pela educadora Ivamara Bastos, com a supervisão de Horacio Amorim, Diretor do Departamento de Planejamento e Educação Ambiental da SEMMAM.
Durante as atividades no Parque da Cidade, o prefeito Tarcízio Pimenta em companhia dos secretários municipais Ozeni Morais e José Raimundo Azevedo realizaram a entrega da premiação aos vencedores do concurso de redação Feira Cresce, Agente Cuida. Ainda no Parque, empresários da KP entretenimento apresentaram ao prefeito uma proposta para a construção de um Kartódromo dentro do espaço. Pelo que se observou o prefeito ficou animado com a idéia “Vamos estudar a melhor forma de executar esse projeto e a idéia é ampliar o leque de opções de entretenimento das pessoas que visitam o Parque. E o kart é sem dúvidas uma boa alternativa”, destacou.
Grupo musical no Parque da Cidade

Apresentação teatral no Parque da Cidade
Exposição Ambiental no SESC





quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Yazaki promove SIPATMA





A Yazaki, localizada no Centro Industrial de Feira de Santana realizou na última Terça-Feira (14/02/2012) a SIPATMA, tendo como objetivo discutir questões como Segurança no Meio Ambiente de Trabalho, saúde, bem-estar, alimentação e  relações Socioambientais. Na oportunidade os funcionários participaram de diversas atividades promovidas em parceria com o Departamento de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, tais como: dinâmicas, amostra de vídeos e discussões sobre o tema. Durante o evento os participantes refletiram sobre o papel de cada um na preservação ambiental da empresa e no ambiente da cidade; sobre a importância do descarte adequado dos resíduos; uso e redução do desperdício de água no trabalho e na comunidade; importância de um ambiente ecologicamente equilibrado; respeito ao outro e importância do trabalho em equipe. De acordo com a Educadora Ambiental, Ivamara Bastos, facilitadora do evento "ninguém faz nada sozinho, nem mesmo a natureza, por isso devemos respeitar todos os seres vivos". 

II COBESA


Congresso Baiano de Engenharia Sanitária e Ambiental

Cidade, Campo e Sustentabilidade Socioambiental - 08 a 13 de Julho em Feira de Santana






PRORROGAÇÃO FINAL DO PRAZO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS PARA 29/02/2012

O primeiro Congresso Baiano de Engenharia Sanitária e Ambiental – I COBESA – em Salvador foi um sucesso, com cerca de 1.200 participantes e 289 trabalhos apresentados. Além disso, destacamos a avaliação positiva ao evento: 95% dos congressistas consideraram o I COBESA ótimo ou bom.
A realização do II COBESA, entre 8 e 13 de julho de 2012 na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), será um passo importante para consolidar o evento em nosso estado, fomentando a produção acadêmica e o intercâmbio de informações entre estudantes, profissionais, instituições públicas e privadas e sociedade civil.
O II COBESA terá como tema central: CIDADE, CAMPO E SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL.
Acreditamos que essa discussão enquadra-se no cenário atual de crescimento da ocupação urbana. Nos últimos duzentos anos a população mundial se multiplicou por quase 10 e o índice de urbanização passou de 3% para mais de 60%. No Brasil, 85% da população vivem em cidades e se prevê que, em 2050, 95% da população brasileira estará concentrada nos centros urbanos. Nas áreas rurais, além da carência de ações de saneamento adequado, tem-se a destruição das matas e outras intervenções, inclusive, para atender as populações urbanas, com prejuízos ambientais, sociais e econômicos.
Estudos recentes indicam que o consumo dos recursos naturais é 50% superior à capacidade de renovação dos biomas numa demonstração inequívoca de insustentabilidade. As atividades humanas estão exaurindo as funções naturais da Terra de tal modo que a capacidade dos ecossistemas do planeta de sustentar as gerações futuras já não é mais uma certeza.
Como os sistemas urbanos, a economia e o nosso estilo de vida influenciam no cenário apresentado e, sobretudo, como podemos promover esse equilíbrio com a natureza de forma sustentável? É o que queremos discutir, durante o II COBESA.
Esperamos sua contribuição para esse debate em Feira de Santana, a Princesa do Sertão. Até lá.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

A Greve dos policiais na Bahia

.
Sabemos que a Polícia é uma instituição do estado e que tem como missão garantir a ordem e a segurança dos cidadãos, mas não nos esqueçamos que são os policiais, homens e mulheres das nossas comunidades (nossos filhos, pais, tios, irmãos, primos, cunhados e amigos), que dentro da farda, fazem cumprir esses compromissos e missões da corporação e que ao saírem de suas casas para proteger as nossas, nem sempre voltam aos seios das suas famílias.  
Diante disso, dos baixos salários e as precárias condições de trabalho impostas aos mesmos, nos resta compreender a Greve da Polícia na Bahia como um grito desesperado de uma classe de trabalhadores cuja remuneração é absolutamente desproporcional aos serviços prestados, bem como, das condições de trabalho que muitas das vezes não oferecem segurança nem mesmo para os próprios integrantes da corporação.
A insegurança e o medo vivenciados pelos baianos nos últimos dias, em razão da greve, devem servir de experiência para que as autoridades reflitam melhor sobre o modelo de segurança pública aplicado na Bahia. Certamente, nem o governador, nem os policiais, nem a sociedade desejam reviver dias tão tensos, portanto, o que se espera do governo são ações concretas, no sentido de fortalecer a política salarial da categoria, bem como, o melhoramento dos equipamentos necessários ao serviço de policiamento no estado e aos líderes dos policiais, esperamos sensatez e sabedoria para a condução dos movimentos.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

A CIPPA Lençóis apreende caminhão com carvão ilegal na BR-242



Material produzido pela Ten PM Shannon Okazawa Alves
Chefe do SQT - Setor de Qualidade e Telemática


Foi apreendida, próximo ao entroncamento da cidade de Wagner, 600 (seiscentas) sacas de carvão oriundo de madeira nativa suprimida sem autorização ambiental e ausência do (DOF) Documento de Origem Florestal.
 No dia 02 de fevereiro de 2012 chegou à informação a esta CIPPA/ Lençóis, que entre as 20h 30min e 21h iria passar um caminhão vermelho com carga de carvão na BR-242 próximo ao entroncamento da cidade de Wagner. A Guarnição da CIPPA/ Lençóis, comandada pelo 1º Ten PM Washington Marcelo P. de Araújo, ao efetuar a abordagem e busca no Caminhão de placa NYV 7220, constatou que havia uma carga de carvão sem autorização ambiental e ausência do (DOF) Documento de Origem Florestal.
A carga apreendida e o condutor do veículo foram apresentados na Delegacia do município de Lençóis-Bahia.
COMPANHIA INDEPENDENTE DE POLÍCIA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL - CIPPA/Lençóis
"Protegendo os Ecossistemas do Centro e do Oeste Baiano"
cippa.lencois@pm.ba.gov.br