domingo, 28 de agosto de 2011

Secretaria de Meio Ambiente Promove Curso de Capacitação


A Secretaria municipal de Meio Ambiente e recursos Naturais, através do Departamento de Planejamento e Educação Ambiental está com inscrições abertas para o II Curso de Capacitação em Meio Ambiente: para professores da rede municipal de ensino, também são disponibilizadas vagas para as entidades não-governamentais que atuam em parceria com o programa "Os Guardiões do Meio Ambiente: construindo uma cidade sustentável.
O evento acontecerá nos dias 05 e 06 de Setembro de 2011, das 08h às 12 horas e das 14h às 17 horas, na Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana, situada no Largo do São Francisco, bairro da Kalilândia e será realizado em parceria com a Via - Bahia. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas através do telefone 3322-9319 ou deameioambiente@gmail.com.



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

9º Encontro do Comitê de Qualidade e Meio Ambiente

Acontece na próxima Terça-Feira (30/08/2011) o 9º Encontro do Comitê de Qualidade e Meio Ambiente do CIS, tendo como tema: Treinamento na Área de Qualidade e Meio Ambiente. O evento ocorrerá no Centro das Indústrias de Feira de Santana-CIFIS, situado na Av. Maria Quitéria, 1145- Centro- feira de Santana- BA,  em horário das 13 às 18 horas, com a seguinte pauta:

13h-13h30- Abertura- Apresentação Realce Industrialização;
14h-15 horas- Introdução ao tema;
15h- 15h30min. -Intervalo;
15h30 -16h- Projeto Selo Verde;
16h- 17h- Apresentação dos Indicadores do CQMA pela Comissão Executiva e atualização do plano de ação.


quarta-feira, 24 de agosto de 2011


Apesar de cair em julho, desmatamento será maior este ano.
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
23/08/2011 | 16h52 | Meio ambiente


Em julho, a Amazônia perdeu 93 quilômetros quadrados (km²) de floresta, de acordo com levantamento do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), divulgado hoje (23). Em relação a julho de 2010, quando os satélites observaram 155 km² de desmate, a redução foi 40%. Apesar do desmatamento menor em um mês considerado crítico, por ser o auge do período de seca (o que facilita a derrubada), a tendência é que a taxa anual seja maior este ano.

A área desmatada entre agosto de 2010 e julho de 2011 (período de doze meses do calendário oficial do desmatamento) ficou em 1.628 km², 9% maior que o total registrado no período de 12 meses imediatamente anterior (agosto/2009 a julho/2010), de 1.488 km². Os números da organização não governamental repetem a tendência apontada pelo sistema Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que também registrou queda do ritmo de desmate em julho e aumento no acumulado dos últimos doze meses.

A taxa anual de desmate é calculada por outro sistema do Inpe, o Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que é mais preciso por avaliar áreas menores. No entanto, apesar da metodologia diferente, a avaliação do Deter costuma antecipar os resultados do Prodes. Em 2010, a área derrubada foi de 6.451 km², a menor registrada pelo Inpe desde o começo do monitoramento, em 1988.

Em julho, segundo os dados do Imazon, o estado que mais desmatou foi o Pará, com 38,5 km² a menos de floresta no período, seguido por Mato Grosso, com 21 km². Em Rondônia, os novos desmatamentos atingiram uma área total de 16,5 km² e, no Amazonas, 13 km². Amapá, Acre e Tocantins também registraram derrubadas.

Além do corte raso (desmatamento total), o levantamento do Imazon também mede a degradação florestal, que considera florestas intensamente exploradas por atividade madeireira ou atingidas por queimadas. Em julho, a degradação avançou 116 km². O estado com maior área degradada no período foi Mato Grosso, com quase 60% do total registrado.

Considerando o calendário oficial do desmatamento, a degradação florestal atingiu 6.389 km² de áreas nativas, aumento de 241% em relação ao período anterior (agosto de 2009 a julho de 2010), quando os desmatamentos destruiram 1.873 km² de cobertura florestal.

Da Agência Brasil

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

10ª edição das Quartas Ambientais será sobre Poluição Sonora




No dia 31/08, às 14 horas, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais, através do Departamento de Planejamento e Educação Ambiental realizará a 10ª edição do Projeto Quartas Ambientais. Na oportunidade será discutido sobre a questão da Poluição Sonora no Município de Feira de Santana. O evento terá início com uma palestra do Dr. Marcio Carvalho, Medico Otorrinolaringologista, que tratará sobre as consequências da poluição sonora na saúde dos indivíduos, em seguida será realizada uma mesa redonda com as presenças do Diretor de Licenciamento e Fiscalização Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Sr. Lucílio Flores; Sr Vivaldo França, da ONG Movimento Água é Vida e do Superintendente Municipal de Trânsito, Sr José Roque Pinho.
O encontro tem como objetivo possibilitar a construção de novas estratégias para o enfrentamento da poluição sonora no município. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do telefone 3322 9319, do e-mail: deameioambiente@gmail.com ou na sede da SEMMAM, situada à Rua Leolinda Bacelar nº 224 Kalilândia.




quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Estudantes produzem desenhos com temática Ambiental




Trabalho produzido pelos estudantes da 5ª Série, do Centro Integrado de Educação Assis Chateaubriand, com a orientação da professora Erika Cordeiro Mineiro assistiram ao vídeo A Gota Borralheira e através de desenhos transmitiram suas interpretações sobre a mensagem contida no mesmo.












Os Guardiões vão à escola

Nos últimos dias a equipe do Departamento de Planejamento e Educação Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais deu sequência ao projeto "Os Guardiões vão à escola" com a realização de palestras e exibições de vídeos relacionados com a questão ambiental em inúmeras unidades de ensino do município. Entre as escolas que receberam a equipe estão: Cícero Barbosa de Carvalho, Margarida Lisboa e Luiz Alberto.











                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Trezentas árvores estão sendo plantadas na nascente do Rio Subaé

O Rio Subaé nasce em Feira de Santana percorre cidades como Santo Amaro da Purificação e São Francisco do Conde, desaguando na baia de todos os santos. Ao longo dos anos vem sofrendo com uma série de agressões, entre elas: desmatamento, invasões, despejos de efluentes e até escavações.
Desde a última Sexta-Feira (05/06) a Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais- SEMMAM, em parceria com a Associação de Moradores do Parque Lagoa do Subaé estão desenvolvendo ações que podem ser consideradas de impactos positivos, além do trabalho de Educação Ambiental estão sendo plantadas  300 mudas de árvores, entre elas: Ipê, Pata-de-vaca, Sibipiruna, Goiabeira, Mangueira, Jenipapo, Jambo e Cajueiro.
No primeiro momento ocorreu um encontro entre membros da SEMMAM e um grupo de moradores, na sede da Associação Comunitária, oportunidade em que ficou acertada a data de início, bem como, as espécies de árvores para o plantio. A ação começou no dia 05/08 (Sexta-Feira) com a participação de estudantes de escolas da região ( Escola Municipal Luciano Ribeiro e Escola Ativa), sendo retomado no Sábado (06/08) com presenças de moradores, estudantes da Faculdade FTC, equipe de Educação Ambiental da SEMMAM, preposto da EMBASA e os professores Valdemiro Marinho e Laura Lopes.
As mudas e grades foram obtidas através do termo de compromisso assinado pela EMBASA, em virtude de notificação expedida pela prefeitura, em razão de suposta ação de degradação efetuada com a realização das escavações para a implantação da rede de esgotamento sanitário da bacia do subaé, em Feira de Santana.








terça-feira, 2 de agosto de 2011

Escola Maria Antonia realizou 1º congresso de Educação Ambiental

A Escola Municipal Maria Antonia Costa realizou ontem (01/08/2011) no Teatro Municipal Margarida Ribeiro, seu 1º Congresso de Educação Ambiental, que contou com delegações de outras unidades de ensino, entre elas: Escola Luciano Ribeiro, Escola Eliana Boaventura, Escola XV de Novembro. Presentes ao evento a Professora Vera Bastos, representante da Secretaria Municipal de Educação; Sr Gerson Peti,representando o Fórum Ecológico, e a Professora Edilmaci da Secretaria de Educação do Município de Rafael Jambeiro.
Os trabalhos iniciaram com uma palestra do Professor Valdemiro Marinho (Faculdade de Tecnologia e Ciências- FTC) que falou sobre as questões ambientais no mundo; seguido por Rafaela dos Santos (estudante da Maria Antonia) que discorreu sobre o que a escola faz pelo Meio Ambiente, encerrando com uma palestra do Professor Horacio Amorim (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) com uma abordagem relativa ao que tem sido feito em favor do Meio Ambiente no município de Feira de Santana.
A coordenação do evento utilizou uma metodologia bastante interessante, intercalando palestras e atividades lúdicas: coreografias e dramatizações, que valorizaram os aspectos ambientais e culturais. Ao final os estudantes desfilaram uma maravilhosa coleção de roupas feitas com materiais recicláveis, um trabalho digno do esforço e dedicação que a escola vem tendo em relação às questões socioambientais.

coreografia

coreografia

Professor Valdemiro Marinho

estudante Rafaela dos Santos

professor Horacio Amorim

apresentação teatral

roupas com materiais recicláveis

roupas com materiais recicláveis

roupas com materiais recicláveis

roupas com materiais recicláveis

diretora com a equipe de organização

vice diretora: fotografando o evento

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Igreja Congregacional promove evento em defesa do Meio Ambiente


No último Sábado (30/07/2011) o Ministério Infantil Gênesis, da igreja Evangélica Congregacional, situada no bairro Jardim Cruzeiro realizou uma tarde com intensa programação de Educação Ambiental, envolvendo aproximadamente 150 participantes (crianças, adolescentes e adultos). Na oportunidade a equipe de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais participou do evento realizando diversas oficinas com materiais recicláveis, exibindo um vídeo sobre lixo e comentando sobre a  conservação do meio ambiente.
De acordo com Horacio Amorim, diretor do Departamento de Planejamento e Educação Ambiental da SEMMAM, a iniciativa da Igreja Evangélica Congregacional é de muita importância para a formação de uma mentalidade voltada para uma convivência harmônica entre os homens e destes com os demais elementos da natureza, mas principalmente, para servir de modelo para que outras instituições religiosas também se integrem na luta em defesa da natureza, que é uma dádiva de Deus.
Os parabéns para a equipe do Ministério Infantil Gênesis, que com muito empenho organizou uma programação com oficinas, louvor e arte. Que as sementes plantadas façam brotar frutos em favor de uma sociedade justa e de um ambiente com mais qualidade de vida.