quarta-feira, 30 de março de 2011

Baraúnas: semeando educação


Desde os primeiros anos da década passada, o vestibular vem deixando de ser “um bicho papão” na vida de algumas famílias do bairro Baraúnas. No decorrer desse período, muitos moradores foram aprovados em instituições de ensino superior.
Considerando que as tradições culturais e esportivas sempre foram os instrumentos de resistência do bairro, deve se esperar que o  conhecimento construído nas academias e na própria comunidade possa contribuir para a formação de um grande movimento em defesa das Baraúnas.
Neste contexto, um grupo de profissionais e acadêmicos do local criou um Cursinho pré-vestibular com aulas gratuitas, objetivando a socialização do conhecimento e o incentivo para que outros moradores também possam cruzar as fronteiras das universidades. Já no último vestibular da UEFS dois estudantes do cursinho obtiveram aprovação, uma conquista importante que serve de motivação para que outros membros do projeto se dediquem aos estudos.
As aulas acontecem no período noturno, em uma sala cedida pela Escola Municipal Antonio Eloi da Costa, situada na Avenida Riachuelo S/N Baraúnas. Conta com o apóio e a parceria da direção da escola, além da solidariedade de professores de outras comunidades que aceitaram o convite da coordenação e também atuam no projeto de forma voluntária. Na aula inaugural de 2011, ocorrido na ultima Segunda-feira (28/03), todas as vagas ofertadas pelo Projeto Vinde e Vede (30) estavam preenchidas, ficando alguns estudantes inscritos no cadastro de reserva.





Ana Flavia Silva foi aprovada no curso de Pedagogia da UNEB/Serrinha em 2005, tendo sido diplomada em 2010, atua como Coordenadora Pedagógica do Cursinho e mora na Rua Petronílio Pinto- Baraúnas. "Não pensava no vestibular como algo possível". O incentivo ocorreu quando uma pessoa próxima conseguiu ser aprovada.



        Guilherme Venancio Cerqueira, foi aprovado no curso de Geografia da UNEB/Santo Antonio de Jesus em 2004, sendo diplomado em 2009, atua como professor de Geografia no cursinho, mora na rua Oxum, Baraúnas. "A maior dificuldade se relaciona com a própria deficiência da escola pública".         


Joelson Santiago foi aprovado no curso de Letras da UEFS em 2004, sendo diplomado em 2010, atua como professor de Letras no cursinho, mora na Rua 27 de Maio, Baraúnas.


Elayne Cristina foi aprovada no último vestibular da UEFS, no curso de Letras com Espanhol, participa do projeto Vinde e Vede, mora na Rua 14 de Setembro, Baraúnas. “O projeto foi meu grande incentivo, agora pretendo incentivar meus colegas a chegarem lá”.

Francisco de Assis Macena, aprovado no último vestibular da UEFS, Curso de Educação Física, mora na Rua Oxum, Baraúnas. “O meu conselho é que as pessoas não desistam”.


3 comentários:

  1. Valeu Horácio pela matéria no seu bloG.
    Ficou muito boa.

    ResponderExcluir
  2. muito boa horacio su materia sobre o vinde e vede.vai dar mais visibilidade e credibilidade pro cusinho comunitario!

    ResponderExcluir
  3. Essa é a nossa Baraúnas,um celeiro de talentos nas mais variadas profissões.Orgulho de ser baraunense.

    ResponderExcluir