sábado, 20 de julho de 2013

3ª Conferência de Promoção da Igualdade Racial em Feira de santana

Com o tema "Democracia e Desenvolvimento sem Racismo: para uma Feira de Santana Afirmativa" teve início quinta-feira (18) e encerramento ontem à noite (19/07), no Centro Comunitário Ederval Falcão, localizado no bairro Baraúnas, a 3ª Conferência de Promoção da Igualdade Racial em Feira de Santana. Um evento que contou com a expressiva participação de pessoas interessadas no assunto e autoridades de âmbito municipal e estadual, assim como: Lurdes Santana (Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento de Comunidades Negras e Indígenas de Feira de Santana), Geovan Braz (coordenador do Plano da Juventude Viva), Ildes Ferreira (Secretário Municipal de Desenvolvimento Social e representante do prefeito José Ronaldo de Carvalho, no evento), Deputado Estadual José Neto, Elias Oliveira (Secretário Estadual de Promoção da Igualdade Racial), além de Luislinda Valois (primeira desembargadora negra do país).
Durante toda à tarde de ontem (19) os participantes apresentaram e debateram em plenária propostas relacionadas com o fim do racismo e a garantia de direitos fundamentais aos grupos tradicionais e à população negra de modo geral, entre elas, observamos:
Estabelecer prazos para que até 2014 se cumpra a efetivação dos programas de saúde específicos para a população negra no estado da Bahia; exigir capacitação continuada em todas as instituições publicas e privadas, objetivando o fim do preconceito e da discriminação racial, criar um departamento na Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana para tratar especificamente dos problemas de saúde das comunidades quilombolas e da população negra; Implementar o Projeto Juventude Viva, entre outras que possam atuar na prevenção à criminalização de jovens em vulnerabilidade social, bem como recuperação efetiva.
As propostas aprovadas na noite de ontem serão apresentadas na Conferência Estadual e se aprovadas alcançarão o certame nacional do evento. É importante ressaltar o nível de organização da conferência municipal, bem como, a efetiva participação dos grupos sociais, não somente no período de construção das propostas, mas principalmente durante os debates e aprovação do conteúdo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário