quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Projeto discute malefícios do som alto

Quartas Ambientais ressalta ações em prol do meio ambiente

A poluição sonora, um dos principais problemas enfrentados pelo município de Feira de Santana, foi tema da décima edição do Projeto Quartas Ambientais realizada nesta quarta-feira (31), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde. O projeto é uma realização da Prefeitura através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam).
As implicações da exposição a níveis elevados de som foram abordadas pelo médico otorrinolaringologista, Márcio Carvalho. “A partir do momento que a poluição sonora ultrapassa o patamar de conforto para o indivíduo pode prejudicar a audição com alterações temporárias quanto perdas auditivas definitivas. Por este motivo, a poluição sonora deve ser tratada com eficácia”, afirma.
A Semmam vem desenvolvendo ações educativas e fiscalizações constantes visando combater práticas irregulares. “Nos finais de semana com o consumo de bebidas alcoólicas muitas pessoas acabam se empolgando e extrapolam no volume do som nos carros e também nos bares. Pedimos a colaboração da comunidade para acabarmos com o problema”, aponta Lucílio Flores, diretor do Departamento de Fiscalização e Licenciamento da Semmam.
Em sua quarta edição, o projeto Quartas Ambientais tem como propósito mobilizar e conscientizar a população da necessidade de executar ações em prol da conservação e preservação do meio ambiente.  “Entendemos que as Quartas Ambientais pode estimular a comunidade a se envolver na causa ambiental, através de debates e esclarecimentos”, pontua Horácio Amorim, diretor do Departamento de Educação Ambiental da Semmam.
 Fonte: SECOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário